(33)4141-2070 WhatsApp
Ter um aquário faz bem à saúde!
Ter um peixinho como companheiro em casa infelizmente ainda não é um hábito comum. Isso porque as pessoas estão acostumadas com certas inverdades, como por exemplo ter que limpar o tempo todo, ser trabalhoso, etc. Quando na verdade cuidar de um cachorro pode ser muito problemático perto de cuidar de um aquário de 300 litros de água.

Pacientes hipertensos que observaram aquários durante 30 minutos, tiveram sua pressão arterial reduzida significativamente. O teste, feito por um médico americano, para provar que observar peixes, principalmente em um aquário bem cuidado, faz bem à saúde. Pacientes com problemas psicológicos, psiquiátricos, e mesmo doentes de Alzheimer, tiveram melhora comprovada por testes científicos.

Em culturas religiosas asiáticas, e até mesmo em certos lugares da Europa, acredita-se que a movimentação do peixe dispersa a energia e faz com que as pessoas se sintam mais calmas e leves quando praticam a meditação frente a um aquário. O simples fato de observar os peixes em seu aquário por alguns minutos do dia pode aliviar todo estresse e suas tensões, pois nele você tem um pequeno pedaço da natureza dentro de sua residência.

Ter um aquário também é ideal para aqueles que passam o dia todo fora de casa, pois só é necessário alimentar os peixes de uma a duas vezes por dia. E em caso de viagens, existem alimentadores automáticos, ou mesmo pedrinhas de comida que duram uma semana, e não prejudicam a saúde de seu animalzinho.

Outro estudo também mostrou a importância de se ter um ambiente de trabalho agradável. Algumas empresas estão colocando em seus escritórios aquários para observação, o que melhora a criatividade e produtividade, além do bem-estar. Com isso alguns consultórios médicos e odontológicos tem colocado aquários em suas salas de espera, o que ajudou a reduzir a ansiedade em seus pacientes, enquanto aguardavam a consulta.

Para aqueles que tem filhos que vivem pedindo por um animalzinho,ter um peixinho é uma ótima opção, pois seu tapete não ficará com cheiro de xixi, seus pertences não ficarão destruídos, e muito menos pisará em caca de cachorro ou gato. Sem contar a lambança de ter que dar banho toda vez, os peixes já vivem na água!

Existe uma grande variedade de raças de peixes de estimação, porém os mais procurados são o betta, kinguio e o neon cardinal, além dos platys, guppys e dos espadas, da família dos peciliídeos.

Eles chamam atenção por serem mais belos, mais baratos e fáceis de serem encontrados. Mas, infelizmente, a falta de conhecimento de quem compra, faz com que vários destes peixes sejam forçados a sobreviver em um aquário que não atende às necessidades básicas para que levem uma vida saudável.

Antes de montar o aquário, o correto é pesquisar as espécies de peixes que lhe agradam e conhecer as suas necessidades, como litragem mínima, PH da água, se come plantas, e se é compatível com outras espécies, seja por alimentação, temperatura da água ou agressividade.

Então, se você pretende ter um aquário, anote as dicas:

1- tudo começa com a escolha do tamanho do recipiente. O ideal é que para cada centímetro do peixe escolhido o local disponha de um litro de água – este cuidado permite que o animal se locomova com tranqüilidade. Por exemplo: um peixinho de 5 cm precisa de uma ‘casa’ que comporta cinco litros. Para os que vão montar um aquário plantado, outro ponto que as pessoas esquecem é da quantidade de cascalho e de plantas: quanto maior o vidro, maior a quantidade necessária destes itens.

2 – A água deve ter uma boa oxigenação, além de temperatura e nível de acidez ou alcalinidade (pH) adequados a cada espécie. Em geral, os peixes de água doce exigem um pH ácido (abaixo de 7.0) ou neutro (7.0) e temperatura variando de 24ºC a 28ºC. Já os de água salgada se adaptam melhor a um ambiente aquático de pH bem alcalino (em média 8.2) e clima entre 26ºC e 28ºC;

3 – Os animais também precisam ser compatíveis e sociáveis uns com os outros. Há peixes que convivem pacificamente com todos, como os kinguio. Outros, como os beta, são mais agressivos e precisam ser mantidos isolados;

4 – Os equipamentos básicos e necessários para se ter um aquário são: bomba, aquecedor, cascalho, etc. Além do material necessário, as lojas especializadas também fornecem explicações detalhadas aos aquaristas.

5- Agora é só escolher os seus bichinhos e coloca-os para nadar.

Adicionar comentário