(33)4141-2070 WhatsApp
Cultivando Plantas em Aquário

As plantas aquáticas de aquário são uma ótima adição à sua casa, além de serem excelentes para os peixes. Elas removerão os nitratos da água, aumentando a qualidade do ambiente e controlando o crescimento de algas, além de aumentarem os níveis de oxigênio e permitirem que os peixes se escondam.  Cultivá-las é um hobby divertido e fácil que vai agradar a você e aos seus peixes.


Escolhendo as plantas certas


1º Escolha plantas comuns e fáceis de cuidar. As plantas de água doce têm diferentes requisitos e algumas são bem difíceis de se manter. Por sorte, existem algumas opções práticas que o ajudarão bastante a deixar o aquário como gostaria sem muito trabalho. Procure por plantas vendidas como equinodermas, lilaeopsis ou anubis.

  • A amazonense e a samambaia de java são boas opções para quem quer plantas altas. A primeira cresce bem rápido e fácil, dando boa cobertura aos fios e sistemas de filtragem. A samambaia, por sua vez, tem plantas compridas que dá boa cobertura aos peixes.
  • A anúbia anã e a sagittaria subulata são boas opções de plantas médias. A anúbia tem caules curvos e folhas arredondadas, ao passo que a sagittaria tem plantas verdes curvas que crescem ao redor das decorações rígidas do aquário.

2º Use o musgo para decorar o fundo e a frente do aquário. Procure por musgo willow ou de java, dois tipos que crescem bem rápido. Trata-se de uma planta baixa que pode ser colocada na frente do aquário sem obstruir a visão, além de manter o tanque limpo. Os resultados serão bem rápidos!

  • O musgo cresce melhor em condições médias e claras de luz.
  • O musgo normalmente é comestível, mas é preciso alimentar os peixes ainda assim.
  • Outra boa opção para o fundo e a frente do aquário é uma planta pequena chamada Hemianthus Cuba. Ela é bastante exuberante e cresce rapidamente como o musgo, mas com uma aparência que lembra pequenos arbustos. O ideal é cultivá-la em luz clara.



3º Compre plantas adultas se quiser arrumar o aquário logo de cara. Elas são mais caras, mas criam o visual desejado imediatamente. Escolha plantar que já começaram a brotar e que tenham raízes brancas.

  • Inspecione as plantas e veja se elas não estão com caramujos, camarões e algas.
  • Você encontrará plantas em pet shops e lojas próprias para aquários.
  • Pesquise bem o vendedor antes de fazer a compra. É importante comprar apenas plantas saudáveis e limpas.




4º Plante a partir de ramos caso não queira investir muito no momento. Por mais que o processo seja mais longo, esse é o caminho mais econômico. Você precisará comprar ramos de plantas já existentes em lojas de aquários. Encontre o nó mais baixo do ramo e remova as folhas abaixo dele; em seguida, plante-o no substrato para que ele se enraíze no solo.

  • Se conhece alguém que tem um aquário, peça que a pessoa corte um ramo da planta dela.


5º Varie os tamanhos das plantas para criar um aquário visualmente mais interessante. Crie camadas para que o aquário seja mais atraente, colocando as plantas maiores no fundo. As médias devem ficar no meio e nas laterais, enquanto as pequenas devem decorar o fundo e a frente.

  • As menores plantas de água doce normalmente têm cerca de 2,5 cm.
  • Complete a decoração com madeiras, pedras e estátuas. Use-as para amarrar as plantas, de modo que não seja preciso enterrá-las.



Montando o aquário

1º Compre e instale luzes que promovam o crescimento das plantas. As plantas de água doce também precisam de luz para se manterem vivas, pois passam pelo processo de fotossíntese para receber energia e nutrientes. Confira as necessidades específicas das plantas que comprou, pois elas variam bastante. Lâmpadas fluorescentes de amplo espectro e de LED são boas opções. Se preferir, coloque o aquário perto de uma janela.

  • Algumas plantas precisam de muita luz, o que torna a pesquisa essencial.
  • Para começar, limite-se a 2,5 watts fluorescentes para cada 4 litros, a menos que queira instalar um sistema de dióxido de carbono no aquário.



2º Trate as plantas em quarentena antes de colocá-las no aquário. As plantas novas costumam ter muitas peses que podem ameaçar a vida no seu aquário. Os caramujos e os camarões se reproduzem rapidamente e podem encher o tanque se não forem contidos. Além disso, as plantas podem introduzir bactérias e doenças ao ambiente. A quarentena o ajudará a identificar as pragas antes de colocar as plantas no aquário.É uma boa ideia também tratá-las com uma solução de alvejante.

  • Para fazer o tratamento, misture 1 parte de alvejante com 19 partes de água. Mergulhe as plantas por dois a três minutos, dependendo da sensibilidade delas. Enxague-as bem antes de colocá-las em água sem cloro.
  • Para evitar infestações de caramujos, mergulhe as plantas em água salgada. Misture um quilo de sal de aquário ou sal kosher em quatro litros de água. Mergulhe as plantas por 20 segundos, mantendo as raízes fora do líquido. Enxágue bem com água doce antes de colocá-las no aquário.
  • Espere uma semana de quarentena antes de colocar as plantas no aquário.


3º Adicione um substrato próprio para plantas no aquário e cubra-o com cascalho. O substrato é o material usado para cobrir o fundo do aquário; para se criar plantas, você precisará de um material rico em nutrientes, o que costuma ser bastante caro. Os substratos bons para plantas costumam enturvecer a água com os movimentos no aquário, mas isso pode ser evitado com uma camada fina de cascalho.

  • O substrato fértil Seachem Flourite contém todos os nutrientes necessários e é vendido nas mais diversas cores.
  • A argila e a laterita são boas opções, mais em conta. O problema é que elas demoram para assentar no aquário.
  • O substrato Aqua Soil tem bons nutrientes, mas baixa o pH da água para 7; esse valor é ideal para plantas, mas pode ser nocivo para alguns peixes. Confira os valores ideais para saber qual a melhor opção para você.
  • O cascalho sozinho não é suficiente para nutrir as plantas.


4º Enterre as plantas que precisam do substrato para receber nutrientes. Algumas espécies precisam ficar enterradas no substrato para absorver os nutrientes necessários, portanto, faça isso, mas não as afunde demais, ou você vai cobrir o rizoma delas, o que pode causar a morte da vegetação.

  • Tome cuidado para não ancorar uma planta em cima da outra.


 5º Amarre as plantas restantes às pedras ou decorações do aquário para que elas formem raízes. Algumas espécies, como a samambaia de java e a anúbia anã, preferem formar raízes nas pedras e nas madeiras. Nesse caso, basta amarrá-las com uma linha de pesca, dando algumas voltas ao redor da pedra, fixando tudo no fundo do aquário.

  • Troncos e pedras vulcânicas são boas opções para se ancorar plantas.


6º Adicione os peixes após uma semana. É importante que as plantas se estabilizem no aquário antes dos peixes chegarem no local. Caso já tenha peixes, transfira-os para um aquário temporário; se ainda não os comprou, espere terminar o tanque para fazê-lo.

  • Os dejetos dos peixes ajudarão a alimentar as plantas.
  • Resista à tentação de colocar os peixes logo de cara. O aquário precisa passar por um processo chamado de ciclo, no qual as condições da água se estabilizam a ficam seguras para os peixes. Os bichinhos vão morrer caso você os coloque antes da hora.

Cuidando das plantas




1º Apare as plantas que crescerem demais para que não entrem em decomposição. Muitas espécies crescem rapidamente, tornando a poda uma necessidade. Caso as plantas cresçam além do aquário, saiba que as partes fora da água vão morrer. Use uma tesoura afiada para cortar os excesso.

  • Outra opção seria comprar espécies que crescem devagar.    

2º Limpe o aquário semanalmente para manter o aquário saudável. As plantas não precisam de tantas trocas de água quanto os peixes, mas o processo ainda é necessário para o bem-estar do habitat. Comece raspando as algas das laterais e removendo 15% da água com um sifão, focando nas áreas próximas dos cascalhos e ao redor das decorações. Reponha os 15% com água fresca e sem cloro.

  • Não coloque o sifão no leito das plantas, ou você pode acabar matando elas. Mantenha-o acima do substrato.
  • Os camarões e o peixe-gato comem algas e podem ser uma boa adição ao aquário, dependendo das espécies que você já tem.
  • A limpeza também é conhecida como troca da água. Algumas pessoas gostam de limpar o aquário inteiro de meses em meses, mas isso é prejudicial para o ecossistema dos peixes e das plantas. É melhor usar filtros para a limpeza.

3º Acelere o crescimento das plantas e mantenha-as saudáveis com fertilizante. Por mais que as plantas não precisem de fertilizantes, principalmente por conta dos dejetos dos peixes, o produto pode ajudá-las a crescer mais fortes e saudáveis. Experimente alguma das seguintes opções:

  • Adicione fluorita direto no substrato, dando ferro e nutrientes para as plantas.
  • Adicione fertilizante para raízes próximo das plantas que precisam ser enterradas no substrato. As pelotinhas continuarão fertilizando as plantas por cerca de três meses.
  • Adicione fertilizante líquido uma ou duas vezes na semana. Trata-se de uma boa opção para plantas amarradas às pedras.
  • Instale uma bomba de CO2, que será absorvido pelas plantas e convertido em oxigênio. Caso tenha um aquário que precisa de muita luz, o CO2 acelera a fotossíntese e reforça a renovação do oxigênio no tanque.


 4º Não deixe as plantas secarem. É importante não deixar que elas fiquem fora da água, ou elas acabarão morrendo. Se quiser cultivar espécies adicionais para o aquário, faça-o em baldes com água doce.

  • É possível mantê-las em baldes por tempo indeterminado, desde que elas tenham água limpa e iluminação adequada. As plantas que precisam ser enterradas devem ser ancoradas caso vão ser mantidas no balde por muito tempo. Lembre-se de trocar a água todas as semanas.


Dicas

  • Caso tenha um problema com as algas, adicione alguns camarões de água doce no aquário para comê-las. Eles se dão bem com peixes tetra e barrigudinhos.
  • Escolha plantas compatíveis com os seus peixes, ou eles podem comê-las ou destruí-las.

Avisos

  • Não descarte as plantas em rios locais ou no vaso sanitário, pois elas podem acabar interferindo com a flora nativa do local. Seque-as e jogue-as no lixo.
  • Caso tenha lagostins no aquário, saiba que eles vão arrancar as plantas e comê-las.

Materiais Necessários

  • Aquário.
  • Substrato ou areia...
  • Pinças e tesoura para plantar as plantas e manutenção das mesmas
  • Rochas e troncos para decoração.
  • Sistema de filtragem. (Filtro ou Sump)
  • Plantas de água doce.
  • Fonte de luz de amplo espectro.
  • Peixes de água doce.
  • Fertilizantes líquidos ou em capsulas. 
  • Co2 para as plantas.
  • Rede para peixes.
  • Turmalina negra para equilíbrio da água.
  • Ração para os peixes.
  • Medidor de pH.
  • Acelerador Biológico para ajudar (opcional serve para acelerar o desenvolvimento do aquário)
  • Sifão.


Fonte: https://pt.wikihow.com/Cultivar-Plantas-Aqu%C3%A1ticas-de-Aqu%C3%A1rio

Seus comentários

PlCKxQtzuSnHif
De  nSZMdsUXQDlOyaKY em 25/10/2019
kRoDtKlsghbQ
De  QqbdWhVGocgzxun em 25/10/2019

Adicionar comentário